Páginas

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

< B-sides da Coleção > Entrevista com a designer de moda Juliana Paiva

@Julianatpaiva, uma das designers mais votadas do Projeto B-sides da coleção!

"Os consumidores vão começar a perceber que não adianta comprar uma regata super barata e saber que crianças estão sendo exploradas por isso. Começarão a questionar de onde vem o produto que estamos oferecendo a eles, se é de qualidade, se o preço está condizente com o produto, se existe uma política ambiental por traz do processo de produção."


Inspirações





1)Quando descobriu que gostaria de cursar moda/ Quando se interessou por moda?

Essa descoberta aconteceu na minha oitava série. Antes eu estava muito ligada à profissão do meu pai (médico) e achava que seguiria seus passos. Estava super enganada! Em algumas palestras que aconteceram no colégio me chamou atenção a de uma mulher que já chamava atenção por si só. Eu amei a palestra e decidi pesquisar melhor sobre essa profissão e foi quando descobri minha paixão por moda.


2)Como é seu processo de criação?

Bom, o processo sempre começa com uma pesquisa sobre o tema, onde vamos encontrar referências conceituais e visuais para nosso trabalho. Depois é preciso encontrar um foco a seguir e as partes mais importantes a serem tratadas na coleção. Então começam os esboços que devem conter essas referências de diferentes formas, depois de várias tentativas escolho os croquis finais prestando atenção na linearidade da coleção e na congruência de formas e cores. É como contar uma história: primeiro você deve gostar, amar e conhecer a história para que seja bem contada. Depois é preciso ressaltar os pontos mais importantes, para que todos possam se empolgar com essa história. E, claro, é necessário que a linearidade e a congruência tomem conta da história, para que todos possam entendê-la e se apaixonar como você.


3)Qual/quais técnicas de pintura/desenho usou no seu trabalho?

Primeiro fiz um rápido esboço dos croquis finais e depois parti para o uso do Corel para dar um acabamento melhor.


4)Que carreira pretende seguir dentro da moda?

Essa é uma decisão bem complicada que ainda não consegui resolver ao certo. Mas posso dizer que até agora minhas ideias ficam entre figurino, moda infantil, jornalismo de moda e, quem sabe, ter minha própria empresa.


5)O que acha do mercado de moda?

Acredito que o mercado como um todo, tanto consumidores quanto empresas e trabalhadores ainda têm muito que aprender. Estamos vivendo momentos de intensa mudança e precisamos mudar nossa maneira de pensar e agir. Não acredito que o fast fashion vá durar muito tempo nessas condições, nossa realidade é outra, é a preocupação socioambiental que deve existir em cada um de nós que estamos dentro desse novo movimento de uma moda mais consciente. Os consumidores vão começar a perceber que não adianta comprar uma regata super barata e saber que crianças estão sendo exploradas por isso. Começarão a questionar de onde vem o produto que estamos oferecendo a eles, se é de qualidade, se o preço está condizente com o produto, se existe uma política ambiental por traz do processo de produção.


6)Uma reclamação para fazer à Moda:

Acho que já fiz, sem perceber.

Mas tem outra coisa importante. Se pudesse conversar com a Moda, como um personagem, diria: Que tal a gente tentar mudar essa imagem de futilidade que as pessoas têm de você? Você construiu isso de alguma forma e eu quero te ajudar a mudar isso aos poucos. Nem que para isso precisemos modificar seu “jeito de vestir”, sua “forma de agir”, até seu nome eu modifico, te chamo de qualquer outra coisa, para que as pessoas esqueçam tudo o que pensavam de você e possam entender a nova era da moda que está se formando.


7)Um elogio para fazer à Moda:

Vou falar com ela de novo: Obrigada por perceber que estava no rumo errado, sei que a maior parte de você ainda está no caminho do consumismo desenfreado, mas uma pequena parte, alguns fios de cabelo, começam a se movimentar e a desviar do fluxo contínuo, não seguem o rumo dos outros fios, ficam como aqueles irritantes fios em pé e eles é que chamam a sua atenção nesse momento, pois estão em pé. Talvez, para organizá-los novamente não vai adiantar pentear, acredito que será mais fácil você virar de cabeça para baixo.




Veja a mini-coleção de Juliana Paiva para a 1a edição do projeto B-sides da Coleção, aqui.
Contato: twitter @julianatpaiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário