Páginas

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

< B-sides da Coleção > Especial Técnicas de Estamparia

Hoje, ainda em clima de processos de criação, vamos entender um pouco mais de como funciona a criação de uma estampa, seus tipos e métodos...

Primeiramente, classificamos as estampas em:

- Localizadas
Quando o desenho é estampado, como o nome já diz em um determinado local da peça, sem repetição, a não ser que seja estampado várias vezes em outras partes. Ocorre quando a peça de roupa está pronta e fechada.
Estampa por Raquel Provenza. Exemplo de Localizada.

As técnicas para este tipo de estampa são:
Silk screen: A técnica mais popular para localizadas. A imagem a ser estampada é impressa numa tela de nylon através de um filme fotolito. Essa tela tem furos quase imperceptíveis, na área do desenho. São por esses micro-furos que a tinha irá passar durante o processo.
Para cada diferente cor uma nova tela será necessária. Existe também a Quadricomia, que possui suas telas com furos ainda menores, são utilizadas as 4 cores da impressão gráfica em papel (Azul, Magenta, Amarelo e Preto) e graças aos pequenos furos são misturadas as cores, podendo obter-se uma extensa gama. Muito usada para impressão de fotos, porém a qualidade não é a das melhores.



Transfer: Uma imagem é impressa em papel, e graças à alta temperatura da máquina que prensa a imagem no tecido, a tinta é transferida para sue peça de roupa. Existe o Transfer sublimático, também, a única diferença é que neste processo há uso de uma tinta sublimática utilizadas em impressoras especiais. A tinta reage em tecidos de poliéster e poliamida, dando um efeito mais plástico.





- Corridas
Este processo é aplicado no tecido, antes de virar uma peça de roupa. Por isso os "tecidos estampados", que já vem estampados de fábrica para se tornar uma roupa.
Estampa por Raquel Provenza. Exemplo de estampa corrida.

As técnicas são as seguintes:
Estampa corrida de quadro: Processo de estamparia de rolo de tecido. Os desenhos se repetem. Este é um processo lento e caro, pois quadros grandes são produzidos - como as telas de silk, a aplicação pode ser manual ou por máquinas, usando uma tinta especial para não alterar, nem pesar o caimento do tecido.




Estampa corrida de cilindro: Processo quase igual ao de quadro, mas no lugar dos quadros, cilindros com o desenho perfurado neles são usados. Para cada cor, um cilindro é usado, limite de 8 cores. Esse é um processo mais caro, porém mais moderno e eficiente. Essa técnica geralmente é utilizada quando a quantidade de tecido a ser estampada é muito grande e com pouco prazo para sua execução.
Estampa corrida de Sublimação: Semelhante ao processo dos cilindros, porém utiliza-se nesta a tinta sublimática especial. A máquina aplica a tinta a um rolo de papel que na mesma hora aplica por processo de prensa térmica no tecido de poliéster ou poliamida.


Estamparia Digital: A estampa é feita no computador e imediatamente impressa por uma máquina especial. Ela se assemelha a estampa de quadricomia, porém com muito mais qualidade.
Outro fator positivo para as confecções é que pode ser estampado um metro apenas se desejado. Ao contrário do que certas estamparias limitam como mínimo de 600m, que podem encalhar depois!


Nas estampas corridas, os desenhos que se repetem são chamados de raport.
Aprenda a fazer o seu:
(necessário saber mexer no corel, se não sabe corre atrás no youtube tá lotado de tutoriais)



...Brincando de imprimir estampas:
(Cuidado não tentem isso em casa! A não ser que seja seguindo as minhas orientações! ;)
Pra produzir minha estampa corrida para o Projeto B-sides Fashion, olha só o que inventei:

Finge que minha hp velhinha é uma dessas super-impressoras de estamparia digital :D

Fiz para testar se minha estampa ficaria legal e para sentir o gostinho de tê-la estampadinha e carimbadinha no tecido!

Foi assim:
Pegue uma folha de papel A4/Fita dupla-face/Um retângulo das mesmas medidas que a folha de papel de um pedaço de tecido (30x21 cm) - de preferência sarja ou um mais encorpadinho - tecidos molenças não vão rolar mesmo!
Cole bem as fitas atrás do tecido na folha. Não deixe folgas no tecido, ele deve ficar bem aderido ao papel. Caso contrário, poderá ser mastigado no processo de impressão.
Ai é só colocar o papel-tecido e mandar imprimir!!!

Tcha-raaan!


Olha, aguardem que eu vou fazer um brinde bem bacana com essa estampa e sortear aqui também! Um plus do projeto B-sides da coleção! Além de sair a peça de roupa do look mais votado, também vai sair surpresinha com essa estampinha!
Gostaram?!

O ministério do Blog B-sides adverte:
Isso pode trazer danos à sua impressora!
A cientista-fashionista maluca da Raquel não se responsabiliza nem pelos seus próprios atos!


Para quem é do RJ, O B-sides recomenda:
Cursos de moda!! Acessem!!



Fontes de imagens: Google/Fashion Bubbles/Arquivo pessoal
Conteúdo: Arquivo pessoal/Fashion Bubbles

2 comentários:

  1. Uau, ficou linda a estampa! Esse é particularmente um dos meus campos preferidos na moda... parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Julyanne!
    Estamparia é tudo de bom né?!
    Breve vou fazer um tutorial de como fazer no photoshop, uma estampa corrida!
    Ah e segue a gente pra concorrer a ganhar o brinde que será feito desta estampa!
    Bjoksss
    Raquel

    ResponderExcluir