Páginas

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

< B-sides da Coleção > Entrevista com a designer de moda Mia Fagundes


@miafagundes , uma das designers mais votadas do Projeto B-sides da Coleção!

"eu percebi o poder que a moda tem sobre as pessoas, como uma roupa pode mudar completamente o humor de um homem ou de
uma mulher."

Um dos trabalhos favoritos de Mia, cujo tema foi "Sociedades do Futuro",
onde ela teve que construir toda uma sociedade em Marte e imaginar como seria a sua moda.
Mia teve uma grande sacada e definiu assim a estética do trabalho:
"No caso, decidi que as "marcianas" seriam carecas e andrógenas (por isso não fiz marcação de seios nos croquis) e, por causa de toda uma filosofia de igualdade entre elas, decidi que as faria sem rosto e sem cor de pele."


1)Quando descobriu que gostaria de cursar moda/ Quando se interessou por moda?
Eu sempre gostei muito de arquitetura, design, artes, história, etc. Quando criança, meus pais acreditavam que eu podia ser qualquer coisa e, como qualquer pai e mãe, tinham as suas preferências. Porém, um dia quando eu estava na sétima série, eu percebi o poder que a moda tem sobre as pessoas, como uma roupa pode mudar completamente o humor de um homem ou de uma mulher. Nesse momento eu entendi que o ramo da moda era aquele que mais satisfaria minha curiosidade antropológica e estética.


2)Como é seu processo de criação?
Meu processo parte da seleção de um tema, que ao meu ver é o cerne que norteia toda a criação. Depois, é necessário fazer o máximo de pesquisas sobre esse tema, realmente respirá-lo, vivê-lo. Depois é preciso definir o público-alvo e pesquisar o máximo que puder sobre ele. Nesse momento, é preciso refinar as informações, selecionando algumas delas de acordo com o comportamento do público, para então criar. Se a coleção tem cinco looks, eu desenho quinze. Minha meta é sempre desenhar três vezes mais, para ter mais opções na hora de decidir os finais. É um processo longo e cansativo, mas realmente funciona.


3)Qual/quais técnicas de pintura/desenho usou no seu trabalho?
Eu usei basicamente caneta nanquim e marcadores Magic Color. Primeiro pintei as peças com os marcadores deixando sempre uma brecha para aparecer o branco do papel, algo que eu acho muito interessante, pois aparenta dar mais movimento no desenho. Depois contornei todo o desenho com nanquim, pintando também blocos de sombreamento nos locais que precisavam.

4)Que carreira pretende seguir dentro da moda?
Sempre tive uma queda pela parte de criação, sempre quis ser designer de moda. Porém, hoje - dentro da faculdade - eu percebi que a área de pesquisa de comportamento e consumo de moda também é muito interessante. Hoje eu estou aberta para aprender mais sobre ambas, não acho que devo me fechar a nenhuma possibilidade.

5)O que acha do mercado de moda?
Acho que é um mercado que está em transformação. Infelizmente, aqui no Brasil não há muito espaço para novos talentos da moda, é um mercado que se apresenta ainda de forma muito fechada, onde - para encontrar uma oportunidade - o profissional deve ter alguma indicação. Porém, nacionalmente o mercado da moda ainda é muito jovem, é necessário que os empresários enxerguem o potencial dos estudantes como designers, pesquisadores, entre outros, não apenas como estilistas.

6)Uma reclamção para fazer à Moda:
À moda eu não tenho nenhuma reclamação, são as pessoas que estragam tudo, não o sistema.

7)Um elogio para fazer à Moda:
A moda é linda e poderosa, se você for pensar ela influencia quase tudo que existe! É maravilhoso pensar que eu posso fazer parte de um sistema assim.


Veja a mini-coleção de Mia Fagundes para a 1a edição do projeto B-sides da Coleção, aqui.
Contato: twitter @miafagundes

Um comentário:

  1. A Mia é demais, ela faz seus sonhos se transformarem em roupa.. consegue captar realmente o que vc deseja, ela desenhou um vestido lindo p/ mim mas infelizmente ainda nao consegui uma costureira capaz de faze-lo perfeito =/

    ResponderExcluir